Buscar
  • Gilberto Marçal

Subida das águas facilita vacinação contra a Covid no Amazonas.




O maior obstáculo para acessar as comunidades no interior do Amazonas é a seca dos rios. Com o nível das águas baixo, lanchas e barcos de passageiros não conseguem navegar através de braços de rios e igarapés para chegar às localidades encravadas na zona rural.


Se a tarefa de chegar nessas regiões é difícil, levar a vacina contra a Covid é pior ainda. Em muitas situações, o jeito é improvisar, atracando as embarcações e seguindo a pé até a casa do morador que vive mais distante.


Enquanto as autoridades de saúde discutem sobre como superar esse obstáculo, a população ribeirinha amarga a longa espera para receber a primeira dose da vacina contra a Covid, desde que a pandemia começou.


A cheia dos rios, vai ajudar a acelerar esse processo, considerando o fato de que o nível das águas, elimina a chance de o barco ficar preso em bancos de areia.


Cidades como Iranduba, Manacapuru, Novo Airão e Itacoatiara, ainda precisam ser atendidas com uma grande quantidade de vacina. A meta de alcançar toda a população com a vacina, é desafiadora, mas a ação do Estado vai chegar em todas as cidades ameaçadas pela pandemia .

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo