Buscar
  • Gilberto Marçal

Secretária de Comunicação do AM nega que marido seja sócio da empresa de respiradores

Presidente da CPI da Saúde apontou que médico Luiz Avelino Junior, teria envolvimento em esquema investigado pela PF


A secretária de Comunicação (Secom) do Governo do Amazonas, Daniela Assayag, negou que o marido dela, o médico Luiz Avelino Júnior, seja sócio da empresa Sonoar, que vendeu os respiradores para loja de vinhos, de quem o governador Wilson Lima comprou os ventiladores pulmonares.

Segundo Daniela, Luiz Avelino, apenas iniciou negociação no início do ano para compra de parte da empresa. Porém, após o pagamento da primeira prestação, o marido teria desistido do negócio.

A afirmação de Daniela foi feita durante entrevista coletiva, convocada pela Secom, nesta quarta-feira (1º/7), em resposta as declarações do presidente da CPI da Saúde, deputado Delegado Péricles (PSL), que apontou envolvimento dela no esquema investigado pela Polícia Federal, sobre superfaturamento na compra de respiradores para pacientes com Covid-19.

Em depoimento à CPI, o ex-secretário de Saúde do Amazonas, Rodrigo Tobias, denunciou que Daniela participou de reunião que negociou a compra dos respiradores.  

A secretária de Comunicação confirmou que participou da reunião para tratar da aquisição de respiradores para pacientes de coronavírus, mas não houve citação de nome de empresa e nem direcionamento da compra.  

O médico Luiz Avelino Júnior, marido de Daniela Assayag, ofereceu-se na tarde desta quarta-feira (1º/7), a prestar depoimento à Polícia Federal sobre suspeita do envolvimento de seu nome como sócio da empresa Sonoar.


Fonte:DeAmaônia

1 visualização0 comentário