Buscar
  • Gilberto Marçal

Hospital Padre Colombo fecha as portas e Prefeitura de Parintins se propõe a assumir a unidade

Hospital divulgou que a partir desta quinta (1º) está fechado para atendimentos do SUS



A direção do Hospital Padre Colombo, em Parintins (a 325 quilômetros de Manaus) anunciou, nesta quinta-feira (29/9), que a unidade de saúde da Diocese está de portas fechadas partir desta sexta-feira (1º/10), por falta de recursos.


O documento que informa o fechamento do hospital, assinado pelo padre Mauro Romanello, procurador geral da unidade, afirma que o convênio firmado com a Prefeitura de Parintins já foi utilizado integralmente e que o município ainda não repassou parcelas do teto financeiro MAC (Média e Alta Complexidade) dos meses de outubro, novembro e dezembro.


“[...] os recursos pactuados em referido convenio foram integralmente utilizados nos objetos pactuados, constantes do plano de trabalho anexo ao referido instrumento contratual em, tendo se esgotado, cobrindo todos os atendimentos até o dia 7/9/2021, conforme relatório de atividades”, diz trecho da nota do Hospital Padre Colombo.


A direção do hospital diz ainda que informou o município sobre falta de recursos e solicitou um valor aditivo do convênio, mas não obteve resposta ou “qualquer mínima manifestação de interesse” por parte da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).


NOTA DA PREFEITURA


No entanto, a Prefeitura de Parintins, divulgou Nota de Esclarecimento, afirmando que se propõe a assumir o controle do Hospital Padre Colombo, que passa por problemas financeiros há vários anos.


Em Nota, a Secretaria de Saúde elencou que tem repassado recursos financeiros, recursos humanos, e enumerou ainda investimentos feitos pelo Governo do Amazonas. Somando estado e município, o padre Colombo, segundo a nota, recebe de R$ 1,5 milhão mensais, em média.


“A Prefeitura de Parintins repassa mensalmente para o hospital Padre Colombo um total de R$ 609.715,85, referentes à produção paga pelo SUS (R$ 278.915,85). Além desse convênio, o Município disponibiliza 62 servidores, sendo 10 médicos especialistas (R$ 330.800,00)”, diz trecho da Nota.


E completa: “o Governo do Estado faz o repasse mensal de R$ 975.234,56, referente ao pagamento de servidores SES-AM, custeio de Recurso CIB e aquisição de medicamentos e químicos cirúrgico”.


ATENDIMENTOS DE CRIANÇAS E MULHERES


Com fechamento de hospital materno-infantil Padre Colombo, o Hospital Regional Jofre Cohen inicia atendimentos de grávidas e crianças de Parintins.


A diretora-geral do Jofre Cohen, Joseane Mascarenhas, disse que o fechamento repentino do Hospital Padre Colombo pegou a todos de surpresa, mas a readequação dos serviços está sendo feita para atender a todos com respeito e dignidade. Ela ressalta que até a sala da diretoria foi readequada para receber as pacientes.


"É importante frisar que é um desafio em dobro, mas a equipe está se organizando para que a população de Parintins não tenha a descontinuidade dos serviços", destacou a diretora.


Fonte: DeAmazonia

3 visualizações0 comentário