Buscar
  • Gilberto Marçal

Coronavírus faz Romeiro Mendonça voltar ao cargo de prefeito de Presidente Figueiredo

Em nova decisão hoje (23) ministro do TSE disse que população fica prejudicada com alternância de poder no combate a pandemia; VEJA decisão



O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Felipe Salomão, reconduziu Romeiro Mendonça ao cargo de prefeito de Presidente Figueiredo na manhã desta quinta-feira (23/04).

Salomão, que é o relator do processo no TSE, suspendeu a sua própria decisão, do dia 3 de abril, que cassou o mandato do prefeito e do vice Mário Abrahão, por considerar que a alternância de poder, neste momento, da pandemia do coronavírus provoca prejuízo a população diante do combate a doença.

“Cabe considerar a extrema dificuldade de políticas públicas no presente momento para o combate à pandemia, o que ganha contornos ainda mais dramáticos diante das sucessivas alternâncias de titularidade na chefia do Poder Executivo Municipal, verificadas naquela localidade, com sérias implicações na imprescindível e adequada gestão do sistema de saúde”, escreveu na sentença o ministro do TSE, atendendo aos apelos da defesa de Romeiro.

O ministro disse ainda que o prefeito ficará no cargo até que seja realizado novo julgamento do agravo interno.

O prefeito e o vice tiveram os mandatos cassados no dia 3 de abril, deste ano, por abuso do poder econômico nas eleições de 2016. Nestes 21 dias, o presidente da Câmara, vereador Jonas Castro assumiu o cargo de prefeito interino em Presidente Figueiredo.  


Fonte: DeAmazônia

12 visualizações0 comentário