Buscar
  • Gilberto Marçal

Amazonas. Vazante dos rios. O caminho de volta pra casa.






Foram mais de dois meses vivendo sob o drama da enchente no Amazonas, a maior de todos os tempos.


Em 2021, o nível das águas alcançou incríveis 30.05 metros, o novo recorde na história das cheias no Amazonas. No último dia 11 de Junho, o nível dos rios começou a baixar, deixando para trás, um rastro de destruição, não apenas do ponto vista material, mas acima de tudo, o sofrimento pessoal dos que viveram o tormento das águas na maior bacia hidrográfica do planeta.


Depois de passar sessenta dias, morando em uma casa na terra firme, o amazonense, Cláudio da Silva, que aparece na foto, viveu a emoção de voltar para casa, na rua um, Distrito do Cacau Pirêra, a margem direita do Rio Negro.


A exemplo de Cláudio, outros milhares de ribeirinhos estão iniciando a viagem de volta para seus locais de origem.


Assim é o Amazonas, uma região singular, encravada no norte do país, a extensa área verde que ocupa quase a metade do mapa do Brasil. Superar esses obstáculos naturais é preciso mais que adaptação. Resistir a esse fenômeno da natureza exige um espírito em harmonia com o regime das Águas.

35 visualizações0 comentário